Pages

Existem outros Mundos ? :S


Nota sobre a existência outros mundos

Existem muitos outros mundos além do nosso, e isso é um fato. Os registros indicam que esses mundos são tão vivos quanto o mundo dos humanos, dos homens descendentes de Adão. Mas é muito difícil de acreditar em outros mundos quando não se houve falar de nenhum deles. É por isso que as pessoas acabam deixando de acreditar, e assim, o tempo vai passando, as histórias vão sendo esquecidas, e esses mundos acabam passando despercebidos diante de nossos olhos. Existem lugares bem além dos sonhos, dos desejos, das verdades ou mentiras, onde coisas reais acabam por se tornar irrealidade ou vice-versa. Mundos muitas vezes distantes, mas às vezes tão perto que chega a um ponto que quase conseguimos tocá-los, ou até mesmo a ponto de viajarmos até eles... Você deve se perguntar qual o meu respaldo para tentar convencê-los do grau de realidade destes assuntos. Mas é muito simples, não tão simples quanto o mecanismo de um pensamento.

Há muito tempo atrás, quando ainda era muito jovem para entender dessas coisas, eu vivi em um desses mundos. Vivi lá quase uma eternidade, mas quando voltei, era ainda a mesma criança que havia entrado naquele mundo. Para mim, em Paládia, havia se passado muito tempo, mas em nosso mundo não havia mudado muita coisa. Apesar disso, esse não é um assunto que pretendo falar ainda nesta história, mas que vocês poderão acompanhar em um futuro breve e numa outra história, que também se tornou importante em um tempo indefinido por mim.

Acabei percebendo que é por isso que existem as crianças, porque através delas e de suas crenças, esses mundos passam bastante tempo existindo, depois deixando de existir quando a alma infantil deixa o corpo de determinada criança, mas sai em busca de outra, exatamente para que esses mundos fiquem intactos em seus lugares, e vivos, por meio das outras crianças que ainda continuam acreditando. Diante disso, todos os adultos deveriam permanecer com a alma infantil dentro do seu corpo, por que somente assim todos iriam acreditar nesses mundos, e eles iriam existir sempre, sem serem esquecidos, mesmo que sejam apenas alcançáveis pelas mãos de uma criança...

Apesar disso, ouve-se falar que é possível algumas pessoas, tanto adultos quanto crianças, entrarem nesses mundos, mas nunca se soube de que maneira... Se soubesse, já teria saído deste mundo ou voltado para Paládia... Mas acreditar neles é como ter certeza de algo que nunca se viu, apenas se ouviu falar, por que as pessoas não acreditam nessas histórias. Mas uma história me fez acreditar ainda mais que existem outros mundos, e que o que aconteceu na minha infância não foi apenas um sonho. Não falo de outros planetas que existem perto do nosso e que supostamente há vida, pois esses planetas fazem parte ainda de nosso mundo... O assunto que resolvi por em pauta é a respeito de outros mundos mesmo, outras naturezas e milhares de universos... Lugares onde ninguém nunca imaginaria chegar, mesmo que tentasse viajar por todos os anos de sua vida pelo céu ou pelo infinito em busca desses lugares... São mundos onde somente através de algo muito especial pode-se chegar até lá, e esse é o único meio. Só se pode conhecê-los através de magia... Sei que no lugar onde vivemos é muito difícil acreditar em magia, mas digo com todas as letras: Ela existe. Não uma magia comum, dessas que ouvimos falar, dessas que pessoas comuns se dizem capazes de fazer, mas uma magia mais profunda, tão profunda que o homem é incapaz de imaginar, muito menos de tentar praticá-la.

Esses mundos já existem há bastante tempo, até a mais tempo que o nosso, e neles também pode existir humanos, assim como anões, gigantes, fadas, unicórnios, elfos, grifos e outras criaturas consideradas mágicas em nosso mundo, e que só conhecemos través de lendas e histórias antigas... É como se cada mundo fosse um tipo de experiência para o criador deles. Há um trecho na bíblia, o nosso livro mais antigo e que conta a história do nosso mundo, que fala da existência de gigantes... Eis o texto:


“Havia gigantes na terra naquele tempo e também depois, quando os filhos de Deus tiveram relações com as filhas dos homens e estas lhe deram filhos. Esses gigantes foram os heróis dos tempos antigos, homens que eram conhecidos em quase todos os lugares do mundo.”

Genesis 6:4


Hoje, no nosso mundo, os gigantes quase não existem, mas há outros mundos que eles sempre existiram, assim como hoje, aqui, não existem certas criaturas citadas anteriormente, mas há lugares que eles nunca deixaram de existir. Portanto é possível definir que os variados mundos também variam a sua natureza. Nesse caso há seres que seria praticamente impossível viver aqui, por causa do clima e de diversos outros fatores climáticos e geográficos que definem a forma de vida em um mundo. É por isso que não é possível ver esse tipo de criatura no mundo dos humanos descendentes de Adão, mas é também porque as pessoas não acreditam na magia, e sem a magia não existem outros mundos, e consequentemente essas criaturas também acabam não mais existindo.

Há quem diga que isso tudo é mentira, que não passa de um disparate. Só que as pessoas falam isso porque já tiveram frustrações o bastante para não acreditar e também porque já se tornaram adultas; e é tão difícil um adulto acreditar na magia ou que existem outros mundos, quanto conseguirmos enfiar um dedo inteiro dentro do buraco de uma agulha. Existe também outro trecho muito interessante na própria bíblia, a respeito da criação de certos seres...


“Assim Deus criou os grandes monstros do mar, e todas as espécies de seres vivos que em grande quantidade se movem nas águas, e criou também todas as espécies de aves...”

Genesis 1: 21


A esse respeito, a palavra monstros soa bem mais irracional que se fosse simplesmente peixes, ou animais marítimos. No entanto, essa passagem deixa clara que naquele tempo havia outras criaturas que hoje já se extinguiram por ter se passado tanto tempo, e fica mais claro ainda quando é usado o termo todas as espécies, dando a entender que havia centenas de milhares de outros seres que hoje não conhecemos por terem sido extintos por diversas maneiras, como a ação do próprio homem em fusão com as centenas de milhares de anos passados... É quase impossível não imaginar viver na época da criação com todas essas criaturas andando livremente ao redor dos humanos ou imaginar-se voando nas costas de um grifo. E a bíblia é o livro do nosso mundo que mais fala a realidade de que existiam coisas mágicas, mas que o tempo as apagou. Os homens, no início de tudo, acreditavam nessas criaturas, pois eles viam e conviviam com esses seres, mas com o desaparecimento contínuo dessas criaturas, o ser humano foi deixando de acreditar, e o tempo fez com que tudo se tornasse apenas uma lenda distante. Por exemplo, no início é bastante claro que os animais falavam, e, como prova, tenho uma outra passagem da bíblia...


“A cobra era o animal mais esperto que o Senhor Deus havia feito. Ela perguntou a mulher: - É verdade que Deus mandou que vocês não comessem as frutas de nenhuma árvore do jardim? A mulher respondeu: - Podemos comer as frutas de qualquer árvore, menos a fruta da árvore que fica no centro do jardim. Deus nos disse que não devemos comer dessa fruta, nem tocar nela. Se fizermos isso, morreremos. Mas a cobra afirmou : - Vocês não morreram coisa nenhuma! Deus disse isso, porque sabe que, quando vocês comerem a fruta dessa árvore, os seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecendo o bem e o mal.”

Genesis 3:1-5


Seria tão estranho ver um animal falando? Sim, hoje, isso não existe, mas a bíblia, para quem acredita nela, diz que isso existiu. E foi exatamente através da Magia Profunda. Hoje as pessoas do nosso mundo acabam inventando coisas para cobrir os acontecimentos aparentemente irracionais. Uma cobra falar, por exemplo, tratam como sendo um disparate nos dias atuais, dando a entender que todos os acontecimentos do Princípio era exceção, o que na verdade não era. E se coisas tão mágicas aconteceram no nosso mundo, isso vai dando a certeza e a crença de que outros mundos existem. Quanto à cobra falante, percebe-se nesse texto, que a mulher conversou com ela como se fosse a coisa mais natural do mundo, sem assustar-se nem admirar de ver e ouvir uma cobra falando, o que hoje seria motivo de grande confusão. Mas a cobra falante não foi uma exceção, há outro textos que temos outro animal falante... Mas esse sim foi uma exceção provocada por Deus, pois os animais falantes já haviam deixado de existir. Na verdade, eles deixaram de existir quando o pecado entrou no mundo, pois não houve mais inocência e a magia se apagou por causa da descrença nela, por isso tenho certeza que a magia sempre está envolvida com as crianças, pois nelas há inocência.


“Aí o senhor fez a jumenta falar,e ela disse a Balaão: -O que foi que eu fiz contra você? Por que é que me bateste três vezes?...”

Números 22:28


As coisas acontecem quando cremos nelas. No início havia inocência, e a inocência era a mesma crença de que tudo era possível. As coisas existiam porque havia fé e, por esse motivo, o óbvio não existia, tudo era novo e absolutamente real, pois não havia o conhecimento do certo nem do errado... É exatamente como uma criança que possui uma alma inocente e nada, a não ser o tempo a faz conhecer a verdade sobre o certo e o errado, o real e o irreal. Elas são a gênese espiritual de um adulto, como se vivessem ainda na criação do mundo onde tudo existia e nada era irreal, ou pelo menos tudo parecia real. De acordo com os estudos sobre esse tema, a criança é o único meio de ligação do nosso mundo com os outros mundos, e justamente por que através da inocência é possível ter de volta os valores e as crenças de quando tudo começou...


[trecho retirado de: As Profecias de Paládia : O Espelho da Luz.]

1 comentários:

Escritora e Contista Pâmela Filipini disse...

oiee, estou te seguindo, siga-me também!

Postar um comentário

comentem :